quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Animes que amamos: Cowboy Bebop

No original, foram produzidos 26 episódios de 20 min. cada mais um longa metragem (o já citado Cowboy Bebop: O Filme). A série gira em torno de Spike Spiegel, o marciano caçador de recompensas e Jet, também conhecido como Black Dog, ex-policial de Ganymede que após a aposentadoria se tornou um caçador de recompensas. Cada episódio tem um arco completo, aos quais não há ordem cronológica, com exceção de alguns poucos episódios que nos apresentam os novos tripulantes da nave Bebop: Faye Valentine, a golpista; Ein, o cão; e Ed, a hacker e outros que giram em torno do passado  dos protagonistas da série, em especial o passado sombrio de Spike, sendo o último episódio o desfecho da série, sem ganchos para continuação.

Jet ou 'Black Dog', ex-policial e parceiro de Spike

Por que assistir Cowboy Bebop?

São vários os motivos que podem te levar a assistir Cowboy Bebop:

1) Roteiro fantástico, cada episódio tem a sua própria identidade.

2) Desfechos interessantíssimos e imprevisíveis. Alguns episódios nos remetem ao passado dos tripulantes da nave Bebop, o que acaba revelando bastante sobre eles e de quebra explicando outras coisas como "quando os humanos colonizaram outros planetas?" ou "o que aconteceu com a Terra?" - o planeta mais pobre do sistema solar.
   Outra coisa que fecha esse raciocínio é a perspectiva do passado, presente e futuro das personagens secundárias e antagonistas acerca do mundo em que vivem. Sei que pode parecer estranho ou pouco esclarecedor, contudo no desenrolar dos episódios ao mergulharmos na história dos vilões notamos que a eles não são tão maus como poderíamos imaginar, ou que os tripulantes da nave Bebop eram exatamente como essas pessoas que eles estão caçando.

Ein, o mascote da nave.

3) trilha sonora rica e variada. Aliás, esse último ponto nos leva a um dos fortes pontos da série: a música. Há um sem número de referências à gêneros musicais, inclusive no próprio nome da série: "Bebop" vem de uma variante do Jazz, de batida acelerada e vibrante. Ou mesmo nos títulos dos episódios: tal qual Sympathy fot the Devil, grande sucesso dos Stones; Toys in Attic, álbum do Aerosmith; Bohemian Rhapsody, a sinfônia do Queen e outras claras referências à bandas.

Faye Valentine: a trambiqueira do grupo.

4) Personagens de Personalidade e Ricos em Características Marcantes. Nenhum dos tripulantes da Nave Bebop se parece com nenhum outro personagem que você já conheceu. Sério. Às vezes comparo Kenshin Himura (Samurai X ou Rurouni Kenshin, como preferir) a Spike; Ed a Kaolla (Love Hina, apesar do autor Ken Akamatsu ter confessado que se inspirou na Ed para fazer Kaolla); Faye e Jessie (Pokémon), mas são sempre comparações superficiais. Enfim, os personagens foram bem construídos, de modo que eles são tão únicos e originais quanto as pessoas que marcam nossas vidas a ponto de nos lembrarmos delas sempre.

Ed 'Edward Wong Hau Pepelu Tivrusky IV': A tripulante hacker. Sim, Ed é uma menina.

Curiosidades:

*Foram lançados mangás da série devido ao grande sucesso do anime, originalmente contabilizando 3 volumes tahnko fechados. No Brasil, lançado pela editora Jbc, o mangá de Cowboy Bebop teve 6 volumes meio-tahnko;
   **O nome verdadeiro da Ed é Françoise Appledelhi;
   ***Os eventos mostrados em Cowboy Bebop - O Filme ocorrem entre os episódios 22 e 23 da série de TV;
   ****O título completo do filme nos Estados Unidos inicialmente seria "Cowboy Bebop: Knockin' on Heaven's Door", porém devido à disputa por direitos autorais da música "Knockin' on Heaven's Door", de Bob Dylan, a Columbia TriStar decide por alterar o título do filme para "Cowboy Bebop: The Movie".

Spike Spiegel, o protagonista da série.

Do Ponto de Vista Pessoal: O Que Acho de Cowboy Bebop

Se você curte animes certamente já ouviu falar de Cowboy Bebop,. O fato é que tudo em Cowboy Bebop é fantástico e inclusive indico a todos pelo simples fato de ser um dos meus animes prediletos. Tudo foi feito de forma meticulosa e detalhista a ponto das críticas serem favoráveis em sua maioria. Cowboy Bebop vai muito além de uma animação cult. E digo mais: Spike & Cia quebrou alguns clichês característicos nas animações japonesas, sendo uma das criações mais interessantes e originais jamais lançadas e por vezes classificado como um dos animes mais bem recepcionados no ocidente.
   Lembro de ter passado no Cartoon Network o mítico Cowboy Bebop: O Filme, lá em meados dos anos de 2000 ou 2001, quando tinha apenas seis anos de idade. Desde então me tornei fã do anime. Acredito que fui imparcial no julgamento da série (bem, confesso que não fui tão imparcial quanto poderia) e justo, tanto para com os leitores que conhecem Cowboy Bebop quanto para os que ainda não conhecem (ênfase no 'ainda', certamente você assistirá).

O texto acabou, mas nos veremos de novo em breve...
.
.
.
Clovis de Castro escreveu o texto e recomenda Cowboy Bebop a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário